quarta-feira, setembro 28

CÂMERA ESPECIAL - CanalCJC

Neste bloco você conhece o Camp Mangueira, um projeto social que tem o objetivo de preparar os jovens para o mercado de trabalho.
Apresentação: Suzane de Oliveira
Reportagem: Christiane Postigo
Imagens: Roney Vieira
Edição: Marco Vieira



Para jovens, internet e redes sociais são tão vitais quanto ar, água, alimento e moradia, aponta estudo

  ouviu universitários e profissionais de vários países
Por Redação, www.administradores.com.br


        Um estudo mundial realizado pela Cisco entre universitários e jovens profissionais aponta que 33% dos entrevistados consideram a Internet um recurso essencial para o ser humano, como ar, água, alimento e moradia. E o relatório considera ainda que mais da metade não conseguiria viver sem a Internet e a cita como uma "parte integrante de sua vida" – em alguns casos, mais importante do que carros, namoro e "baladas".
        Em sua segunda edição, o estudo realizado anualmente investiga a relação entre o comportamento humano, a Internet e a difusão das redes, dando uma ideia do pensamento, expectativas e comportamento da próxima geração da mão de obra mundial e como ela influenciará o mundo corporativo.
       Os resultados fornecem também uma ideia dos desafios da empresa para manterem-se competitivas, levando em conta o futuro das comunicações corporativas, mobilidade e segurança, com tecnologias capazes de fornecer informações em cada vez mais lugares – de data centers virtualizados e computação em nuvem a redes com e sem fio tradicionais.
        A pesquisa foi realizada em 14 países com universitários e profissionais com até 30 anos de idade dos EUA, Canadá, México, Brasil, Reino Unido, França, Espanha, Alemanha, Itália, Rússia, Índia, China, Japão e Austrália.
Siga os posts do Administradores no Twitter: @admnews.

Salário dos Professores e dos Políticos


quarta-feira, setembro 21

Temos vaga. Mas você tem experiência?

Não me arriscaria a dar conselhos, mas é inegável que, para quem não nasce em berço de ouro, como se diz por aí, o conhecimento é que assume esse valor e abre caminhos

Por Guto Martins, www.administradores.com.br
"Você não sabe o quanto caminhei, pra chegar até aqui...", trecho da música A estrada, do Cidade Negra, faz-me lembrar os passos que dei para hoje ser um dos sócios da br4.cgn e o quanto evoluí para que isso acontecesse. Todas as experiências em empresas, as pessoas que conheci neste tempo e o conhecimento que trouxe de cada uma.

Não me arriscaria a dar conselhos, mas é inegável que, para quem não nasce em berço de ouro, como se diz por aí, o conhecimento é que assume esse valor e abre caminhos. Por isso, sempre pautei minha trajetória na busca por conhecimento e compartilho esse princípio com todos que me cercam.

Como músico também, nunca fujo à comparações da atuação profissional na área de comunicação. Um exemplo disso é um guitarrista que se dedica a vida toda para aprender todas as técnicas para, em uma única e breve apresentação, demonstrar tudo o que sabe com perfeição e conquistar o reconhecimento. É preciso preparo, coragem, ousadia para alcançar o sucesso.

Outro ponto fundamental, é que um profissional só é capaz de improvisar quando possui repertório suficiente para tanto. Só é possível saber quais as opções e decisões adequadas com segurança, quando se tem conhecimento para isso. Evitar a 'gambiarra', o 'jeitinho brasileiro' é fugir de riscos desnecessários, para os quais uma empresa séria não está disposta.

Pode parecer que estou 'chovendo no molhado', também como dito por aí. Mas o fato é que temos nos deparado com uma realidade um tanto desfigurada do mundo ideal. Agências de comunicação têm demanda séria, enfrenta a competitividade feroz em um mercado que é mais disputado a cada dia. E essa realidade faz frente ao duro cenário de uma enxurrada de pequenos notáveis, ansiosos por seu lugar ao sol, e que chegam "prontos" para atropelar etapas importantes, porque se crêem aptos a romper quaisquer barreiras rumo ao sucesso, como é o caso da geração "Y".

Hoje, leva-se muito tempo para se encontrar bons profissionais. A busca por emprego traz para as agências profissionais pouco preparados, com baixa capacidade de integração para atuar em equipe e com expectativa de salário fora da realidade de mercado e de sua própria.

Até pouco tempo, podíamos contar com profissionais multitarefa, prontos para enfrentar crises e contribuir com o crescimento da equipe. Hoje, mal se consegue profissionais capacitados tão somente para a vaga que se oferece.

Se conhecimento bem aproveitado é vital, porque não o estão adquirindo? Atualmente, a internet está mais do que consolidada como fonte de informação, mas parece que a ideia de 144 caracteres é o suficiente para gerar conteúdo e, principalmente, opinião.

Apesar de anos de caminhada, até hoje participo de fórum de discussão, palestras, leio artigos, jornais, revistas especializadas, livros, recebo newsletter de assuntos relevantes, tenho sede de conhecimento. E essa geração? O que tem feito para ser melhor na sua área e fazer valer o salário que almeja?

É preciso ir além e as pessoas estão preguiçosas ou esperam que a informação chegue no celular retwittada ou em um aviso no seu mural.

Um antigo chefe me disse uma vez: aprenda uma coisa nova e seu dia estará ganho. É o que faço e sempre sugiro que outros façam. Conhecimento nunca é demais e faz diferença para você e em seu dia a dia.

E quem tem pressa para chegar ao topo, pode não parecer, mas com disposição e busca por conhecimento, novos aprendizados, essa caminhada torna-se mais responsável e tranqüila. Assim, você estará sim escalando para chegar onde deseja. E, ao menos aqui, seu espaço estará garantido.

Você não sabe o quanto caminhei. É provável que não saiba o quanto você caminhará, mas com certeza saberei, conversando com você, o quanto já caminhou.

Guto Martins - é diretor de Mídias Digitais e um dos sócios da br4.cgn, agência de comunicação e arquitetura de eventos..

Acesse: Temos vaga. Mas você tem experiência?

Melhoria contínua - Liderança


Investir na capacitação e na melhoria contínua dos colaboradores são dois pilares que o Grupo GR, uma das empresas mais consolidadas no setor de segurança privada e terceirização de serviços, mantém como primordiais para atender seus clientes com excelência. Seguindo essa linha, o grupo vem implementando, desde 2009, estratégias e ações de qualificação de líderes e demais profissionais, como é o caso do Programa de Desenvolvimento de Supervisores e a implantação dos Modelos de Competências.

Com duração de seis meses, o programa fornece fundamento, atualização, reflexão e conhecimento a todos os profissionais que assumiram o cargo de supervisão operacional, além de proporcionar uma gestão de qualidade nas áreas sob responsabilidade do profissional, garantindo um melhor desempenho da equipe. “Os supervisores obtêm ferramentas e metodologias para gerenciamento de recursos tecnológicos, financeiros e humanos e, ainda, percorrem módulos com conteúdos sobre todas as principais áreas organizacionais relacionadas à sua função”, explica Flávia Herdeiro, diretora de recursos humanos do grupo.

Outro passo dado pelo grupo foi a implantação dos Modelos de Competências focados nas habilidades enquadradas dentro do conceito de RH Estratégico e que nasceram inseridos num contexto de competitividade crescente como uma forma inovadora e inteligente de atender às novas demandas dos ambientes organizacionais. “Essa metodologia proporciona ao profissional mais clareza e objetividade sobre as características essenciais para o seu desempenho, bem como fundamenta a empresa com dados concretos sobre suas forças e pontos a melhorar em relação aos seus recursos humanos. O colaborador tem uma visão organizacional geral e por níveis ou cargos a serem comparados com os resultados de produtividade”, conta Flávia.
Com a implantação desses projetos, o Grupo GR conseguiu aumentar em 20% o número de clientes fidelizados e reduzir em 12% o turnover de funcionários, que, sob uma gestão mais preparada, passaram a acreditar mais e valorizar mais continuar na empresa em que estão.

Acesse: Melhoria contínua - Liderança